Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

Uma certa melancolia...

Maria Bethania - Onde andará o meu amor


Dias em que nem nós mesmas nos entendemos, quem dirá o outro. Dias em que o melhor a fazer é ser sozinha. O paradoxo é que nesses dias tudo o que mais queremos é um colo que nos acolha e que nada pergunte.

Há dias em que você olha ao seu redor e, por mais bem resolvida que seja, não banca o peso e se pergunta: por que não eu?

Recolhimento

Há dias em que devemos nos render a emoções das quais, em geral, buscamos nos afastar. Precisamos mesmo nos entregar a essas emoções, mergulhar de cabeça e descobrir o que elas nos querem ensinar.

Solidão, carência, abandono... tantos nomes. O que falta hoje aos homens são as demonstrações de afeto, de carinho, de amor. Ou falta ser cúmplice de si mesmo. “Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho...” - Será?
- Tom Jobim

Hoje eu dançaria essa música...

Zizi Possi - Melodia Sentimental


Villa-Lobos e Dora Vasconcelos, by Zizi Possi. O arranjo mais perfeito que conheço para essa música...

Cemali Marino...

Imagem
Era uma vez um bebê que despertava em mim a vontade de ter bebê. Encantador, meigo, traz em si o amor em estado puro. Quando fui visitá-lo na maternidade, deixei o lugar aos prantos. Como se estivesse me separando de algo muito precioso. Nunca me esqueço desse dia. A emoção de rever uma grande amiga, sendo mãe e a emoção maior de segurar aquele ser lindo e calmo nos meus braços.

Hoje, ao ver suas fotos, vejo que o bebê virou menino. O menino que desperta em mim a vontade de ter um menino como ele.

Sempre quis ser mãe. Sempre desejei ter uma menina – a Aloma. Porém, o Marino me faz ter essa vontade de ser mãe de um menino.

Nos vemos pouco. Eu, no Brasil, ele, um brasileirinho na Turquia. Vive com sua mãe, a Camila, amiga dos tempos inconseqüentes da adolescência. Contudo, o amor que ele desperta em mim é algo sempre tão forte e tão bom!

Nosso último contato foi em novembro de 2008. A mesma impressionante presença de amor. Há coisas que não se explicam numa vida. Meu amor pelo Marino é uma …

A humanidade burra...

Por que as pessoas bacanas estão sozinhas? Acredito que tudo tem sua função, seu destino, sua razão. Contudo, em alguns momentos essa certeza me abandona e me irrito vendo tanta gente sozinha, procurando, encontrando outras pessoas, que a pretexto de estarem magoadas pela vida, fogem desses encontros. E cria-se um círculo vicioso, porque quem foi preterido, acaba por revoltar-se e ter as mesmas atitudes.

Não posso deixar de me surpreender com a burrice da humanidade!

Já cai nesse circulo vicioso. Só perdi. Não consigo enxergar, por mais que eu acredite haver um lado positivo em tudo, qual a vantagem em se deixar levar tanto pela emoção, em vez de fixar os dois pés no chão e agir racionalmente quando a vida nos dá uma rasteira. Porque agimos como crianças birrentas? Não dá para aprender e crescer de outra forma?

Esses encontros me frustram. Fazem-me pensar se é certo mesmo sair em busca de alguém para compartilhar da minha felicidade. Ela, a felicidade, a alegria por estar viva, por ser q…

Questão de tempo...

Em vários momentos da vida nos deparamos com situações, sensações, emoções ou sentimentos difíceis de digerir. Sabemos que é uma questão de tempo, pois tudo sempre passa, nada é duradouro. Mesmo assim, sofremos.

A REJEIÇÃO é uma dessas sensações ingratas de se conviver. Pode vir do amor da nossa vida ou simplesmente daquele carinha que acabamos de conhecer e estamos paquerando... o efeito devastador é o mesmo.

Desabando ou simplesmente aceitando, dentro de nós fica alguma coisa incomodando, piscando, tentando chamar a atenção. Você sabe que algo está errado, por mais bem resolvida que esteja.

Já perdi um grande amor. A rejeição vinda dele foi devastadora e deixou efeitos que perduraram por muito tempo. Contudo, fiquei em pé novamente. Aliás, inacreditável foi o dia em que abri os olhos e percebi que não doía mais. Que aquela sensação intermitente de inadequação, de que algo estava errado tinha ido embora. Sumiu. Assim mesmo. Do nada.

Sei da necessidade de permitir me envolver nessa aura, …

Páscoa... Tempo de passar...

Esse texto veio do delicioso blog Deli&Cia da Marleide (faz tempo que não nos falamos, não é, moça?!). Uma mensagem de Páscoa que contém o verdadeiro significado desta data. Vamos renovar!!! Deixar o velho e nos abrir para o NOVO!!!
FELIZ PASSAGEM A TODOS!!!!


É PÁSCOA...PASSE!
Páscoa (do hebraico Pessach, significa passagem). Repare neste efeito de passar. Estamos passando... percebe? Cada um no seu ritmo: lento, equilibrado ou alucinante. Cada um com seu limite, seu espaço, seu problema, seu amor... porque até felicidade passa.
O hoje, futuro incerto de ontem, está passando agora. E o agora dura um milésimo de segundo. Mas há um encanto redentor nas passagens. Há uma beleza escondida nas dobras do pano do tempo que nos encanta quando se desdobra e nos mostra... passou! E percebemos que não sofremos com a mesma intensidade de ontem. Então deixe passar o que te consome, fuja do Egito que te escraviza.
Abra-se à passagem das brisas, respire o outono depois que passou o verão. Perceba …

Coisas absurdas e um presente da Cris...

"Coisas absurdas....
Eu não dizer que senti sua falta hoje...
Por que eu não posso?!
Eu não dizer que ouvi aquela música e lembrei de você...
Por que eu não posso?!
Não dizer que gostaria de ver aquele filme com você...
Por que eu não posso?!
Não falar o quanto gostaria de dormir nos seus braços...
Por que eu não posso?!
Não dizer que quero sentir o gosto do seu beijo...
Por que eu não posso?!

Coisa absurda...
Trancar no coração os sentimentos que trago em mim."


Presente da Cris... música de uma aventura próxima... de quando seremos Gaivotas

sandy e junior - eu quero voar


"Um passarinho pequenino quis voar
E encontrar seus sonhos em algum lugar
Mas suas asas não sabiam responder
Pra voar primeiro tem que se aprender

Quis seguir sozinho seu caminho
E construir de vez seu próprio ninho
E a vontade de crescer o fez pensar assim
Vou mostrar pro mundo que eu vou conseguir

EU QUERO VOAR EU VOU APRENDER
BUSCAR DESTA VIDA TUDO QUE ELA OFERECER
EU QUERO VOAR NÃO VOU DESISTIR
QUERER É PODER POR ISSO EU VO…

A minha madrinha...

Imagem
Ontem pensei muito em você e na importância de seu aparecimento em minha vida, amiga. É certo que ninguém cruza nossos caminhos em vão, contudo há aqueles que cruzam nossos caminhos para revolucionar nossas vidas. E foi o que você fez.

Verdade que o mérito das mudanças é meu, porque a vontade e a ação para mudar partiu de mim, porém, se não fosse você aparecer e me apresentar as possibilidades que haviam talvez a Gleide ainda fosse aquele ser incompleto e vazio. Provavelmente, hoje eu não saberia quem sou de verdade e não reconheceria essa força que trago dentro de mim. Foi você o instrumento que Deus e a vida utilizaram para me mostrar outros caminhos e para ajudar a percorrer o melhor de todos: o caminho ao meu próprio eu.

Ontem, enquanto o Tadashi solicitava, não cansei de agradecer a você, de me emocionar com esse encontro, de ter a certeza do quanto a vida é mágica e de quão mágico são esses encontros que ela nos proporciona!

Lembrei de quando fui parar no Núcleo, por sua causa... O…

EVAPORAR... direto do Hoje eu Vou Assim

Tudo a ver com nosso bate papo de ontem... Vontade de sumir e relaxar. Viajar sem pressa... Curtindo o tempo. A companhia do outro... e se esse outro for você, melhor ainda...



Evaporar - Little Joy
(composição: Rodrigo Amarante)


Tempo a gente tem
Quanto a gente dá
Corre o que correr
Custa o que custar

Tempo a gente dá
Quanto a gente tem
Custa o que correr
Corre o que custar

O tempo que eu perdi
Só agora eu sei
Aprender a dar foi o que ganhei
E ando ainda atrás desse tempo ter
Pude não correr pra ele me encontrar
Não se mexer
Beija-flor no ar

O rio fica lá, a água é que correu
Chega na maré, ele vira mar
Como se morrer fosse desaguar
Derramar no céu, seu purificar
Deixar pra trás sais e minerais
Evaporar...

Para Bertoli...

“A maior distância que eu já percorri foi entre minha cabeça e meu coração.”
- Tadashi Kadomoto


Lembro que eu queria surtar. De verdade. Queria surtar para que me internassem e me deixassem em paz. Para que não me cobrassem nada, para que não me pedissem nada, para que não falassem comigo. Queria adoecer meu corpo e tentei de várias formas conseguir isso. Só para ficar em paz.

Queria paz. Algo tão caro, tão importante, tão simples, tão perto e tão distante.

Recordo o dia em que encontrei a paz. Eu ria. Chorava e ria. Nascia leve e feliz. O sofrimento? A dor? Tudo havia ficado para trás. Eu era apenas aquela sensação de amor – por mim mesma, a quem nunca havia amado.

Agora, eu já podia abraçar o mundo! Podia concretizar meus sonhos. Podia amar a mim e não só os outros. Sabia e sentia o significado das coisas. Podia seguir meu caminho e viver a minha vida.

O encontro com o AMOR INCONDICIONAL... Foi marcante. De repente eu era a forma de amor que aquele ser humano tanto quis e nunca encontrou.…

Intensa

Assusto. Sou intensa. As emoções me tomam de uma forma incontrolável. Tenho que as por para fora. Parí-las. Já me descrevi assim. Não há nenhuma novidade nisso.

Me pergunto: tenho que mudar? Isso não é quem eu sou? Não é parte de mim? Não é parte integrante do meu caráter? Essas características não são o que me definem como Gleide?

Sei que sou uma menina procurando respostas. A mulher? Está lá fora. Aqui dentro, há só uma menina com muitos questionamentos e uma vontade enorme de vida, de amor e de um final feliz...