Pular para o conteúdo principal

Coisas absurdas e um presente da Cris...

"Coisas absurdas....
Eu não dizer que senti sua falta hoje...
Por que eu não posso?!
Eu não dizer que ouvi aquela música e lembrei de você...
Por que eu não posso?!
Não dizer que gostaria de ver aquele filme com você...
Por que eu não posso?!
Não falar o quanto gostaria de dormir nos seus braços...
Por que eu não posso?!
Não dizer que quero sentir o gosto do seu beijo...
Por que eu não posso?!

Coisa absurda...
Trancar no coração os sentimentos que trago em mim."


Presente da Cris... música de uma aventura próxima... de quando seremos Gaivotas



sandy e junior - eu quero voar


"Um passarinho pequenino quis voar
E encontrar seus sonhos em algum lugar
Mas suas asas não sabiam responder
Pra voar primeiro tem que se aprender

Quis seguir sozinho seu caminho
E construir de vez seu próprio ninho
E a vontade de crescer o fez pensar assim
Vou mostrar pro mundo que eu vou conseguir

EU QUERO VOAR EU VOU APRENDER
BUSCAR DESTA VIDA TUDO QUE ELA OFERECER
EU QUERO VOAR NÃO VOU DESISTIR
QUERER É PODER POR ISSO EU VOU CONSEGUIR

Se você pudesse ao menos compreender
Teria um mundo bem melhor pra se viver
DEPENDE SÓ DA GENTE COMEÇAR A CONSTRUIR
O QUE É FEITO COM AMOR É PARA SEMPRE E NÃO TEM FIM

TUDO QUE SONHEI VEIO DO CORAÇÃO
AGORA QUE EU JÁ SEI ME DÊ A SUA MÃO
O MUNDO LÁ DE CIMA É TÃO BONITO DE SE VER
VOU VOAR PRO INFINITO COM VOCÊ"
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella

Para Bertoli...

“A maior distância que eu já percorri foi entre minha cabeça e meu coração.”
- Tadashi Kadomoto


Lembro que eu queria surtar. De verdade. Queria surtar para que me internassem e me deixassem em paz. Para que não me cobrassem nada, para que não me pedissem nada, para que não falassem comigo. Queria adoecer meu corpo e tentei de várias formas conseguir isso. Só para ficar em paz.

Queria paz. Algo tão caro, tão importante, tão simples, tão perto e tão distante.

Recordo o dia em que encontrei a paz. Eu ria. Chorava e ria. Nascia leve e feliz. O sofrimento? A dor? Tudo havia ficado para trás. Eu era apenas aquela sensação de amor – por mim mesma, a quem nunca havia amado.

Agora, eu já podia abraçar o mundo! Podia concretizar meus sonhos. Podia amar a mim e não só os outros. Sabia e sentia o significado das coisas. Podia seguir meu caminho e viver a minha vida.

O encontro com o AMOR INCONDICIONAL... Foi marcante. De repente eu era a forma de amor que aquele ser humano tanto quis e nunca encontrou.…