Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

Na missa

Imagem
E em meio a celebração de batismo, uma música que não ouço desde o início da adolescência, quando eu era católica. Cantando junto, não consegui seguir o refrão; minha voz embargou e meus olhos encheram-se de lágrimas. É que  após alguns muitos anos de caminhada, este hino deixou de ser apenas bonito e passou a ter sentido. A ser sentido. Foi um instante lindo, no qual me senti grata! Que cada um possa descobrir o Sagrado dentro de si. Muitos são os caminhos para chegar lá. Encontre o seu. ♥

No meio do caminho tinha um protesto

No meio do caminho tinha um protesto. Longe da Paulista, ali, num dos cantinhos da periferia de São Paulo. Um grupo pequeno, travando o trânsito e fazendo o ônibus no qual eu estava parar mais do que sair do lugar. E MEUS horários? E MEUS compromissos?Segundo passageiros, eram moradores de uma área a ser desapropriada. Achei triste. E só.No entanto, quando o ônibus alcançou os protestantes, eu vi: um homem de mãos dadas com quem deveria ser seu filho, caminhando em defesa de sua causa. Sua casa. Seu direito de moradia. Eu senti. E entendi: amanhã ou depois, aquela parcela de família - ou eles sendo toda a família -, poderiam ter como teto o céu estrelado, a lua, a chuva, o frio, o sol, o calor... sem poesia.Pelo que sei, um trecho do Rodoanel passará no local onde aquelas pessoas construíram suas casas simples e seus sonhos, não necessariamente cor de rosa. E o progresso - que, como muitos de nós, os vê como detalhe incômodo e sem importância -, vai derrubar pau, pedra, zinco, vida e …

Segunda é Primavera

Imagem
É segunda-feira, segundo dia de primavera, quarta semana do mês,  nono mês do ano. O inverno se foi, e o Sol nos visita, acenando com promessas de dias alegres, parques e praias. A esperança renasce, qual flores que desabrocham. Assim é, todos os anos: recolhimento e morte - nos dias nem sempre frios, nem sempre cinzas de inverno nos trópicos -, para renascer flor em botão.Que sejam flores - coloridas e perfumadas!

Sexta-feira

Imagem
Havia a sexta-feira, o sol e a sensação no peito de que a vida, fértil, paria novos sonhos e esperanças.

Havia as palavras, os vários blocos de notas - uma mania -, a promessa da escrita e as inspirações solicitando sua atenção,  doidas para verem-se reproduzidas em papel, num amontoado de letras que em algum momento faria sentido.

( Ray Bradbury tinha razão - pensou -, basta começar. )

Separou o blazer vermelho, a sapatilha azul, a camisa fluida que lhe caía bem. Arrematou tudo com uma legging - vilã da moda, no passado, diva, nos últimos anos -, porque valorizava suas pernas e coxas torneadas. Sexta-feira, é bom valorizar o que é bonito. Pena que não era, ainda, possível vestir-se de palavras.

Celular, bolsa, óculos de sol, rua, ônibus.  Céu azul, nuvens de algodão no céu e trânsito padrão SP.

Sentou-se. Escolheu Princesa, do Ludov. Bloco de notas do celular. Escreveu.
Era sexta-feira.
Imagem
Porque o sono chega e é necessário o silêncio para perceber os sonhos que ambicionam deixar de dormir e desejam tomar a realidade de assalto,  colorindo dias tardes e noites.



A vida é boa

Imagem
Pet Shop Boys na Rádio, fazendo-me lembrar de um tempo em que a vida era música, esperanças e sonhos. Hoje a vida é música, esperanças e sonhos. A adolescente virou mulher. Outras coisas, não devem mudar nunca. A vida é boa. ♥