Pular para o conteúdo principal

Valeu a pena?...

“... aprendi que se depende sempre
De tanta, muita, diferente gente
Toda pessoa sempre é as marcas
Das lições diárias de outras tantas pessoas


E é tão bonito quando a gente entende
Que a gente é tanta gente onde quer que a gente vá
E é tão bonito quando a gente sente
Que nunca está sozinho por mais que pense estar


É tão bonito quando a gente pisa firme
Nessas linhas que estão nas palmas de nossas mãos
É tão bonito quando a gente vai à vida
Nos caminhos onde bate, bem mais forte o coração...”
- Gonzaguinha

Parece que foi ontem que eu levantei da mesa da Assessora do Diretor da empresa na qual trabalhava e, em minha mesa, em frente ao computador, fiz a inscrição para o vestibular. Depois disso, tudo passou tão rápido... prova, matrícula, primeira aula... Mal nos damos conta de como o tempo passa rápido.

Passou rápido, mas não foi fácil. Muitas noites mal dormidas, muitos almoços fazendo trabalhos, muitos trabalhos sendo feitos durante o expediente, escondidos dos chefes... rs... E para quê dormir oito horas por noite, se podíamos dormir duas horas ou nem dormir?!?!?! Dormir é luxo para universitário. Isso não nos pertence!!!! Rs...

O que importa é que evoluímos, nos descobrimos professores e, mais que isso, nos descobrimos pessoas mais completas. Cada um contribuindo com a formação do caráter, da personalidade, do ser humano que nos tornamos. Percebemos que somos capazes de coisas que nem imaginávamos. Que em nossos corações sempre cabem mais pessoas, que podemos ser flexíveis e conviver com as diferenças, pois essa é a beleza da vida: cada ser humano é diferente do outro.

Em três anos estudamos, rimos, brigamos, choramos, fizemos as pazes, “butecamos”, e mais que tudo, formamos laços de amizade que nos fortaleceram para a batalha diária! Não só a batalha de estudar para ser aquela pessoa que irá contribuir na formação de tantas outras pessoas, mas nas batalhas do dia-a-dia, em casa, no trabalho, nas ruas.

Tenho muito orgulho da minha conquista acadêmica, mas o que me deixa feliz mesmo, o que de verdade é mais importante na conclusão do curso são os amigos que conquistei, são aquelas pessoas que passaram pela minha vida e que se tornaram parte de quem eu sou! Bens e riquezas que nada poderá tirar de mim!

O que importa é a viagem, e ela foi linda! Tivemos obstáculos para ultrapassar e crescer, mãos estendidas para nos auxiliar, até desavenças para vermos que nenhum ponto de vista é único, que a verdade é relativa e que aceitar o outro é ganhar e não perder!

Sucesso a todos!!! Professores ou não, busquem a felicidade no caminho que escolherem seguir!!!

Obrigada a todos por fazer parte de quem eu sou hoje!!! :D

"Valeu a pena?
Tudo vale a pena quando a alma não é pequena."
- Fernando Pessoa
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella

Para Bertoli...

“A maior distância que eu já percorri foi entre minha cabeça e meu coração.”
- Tadashi Kadomoto


Lembro que eu queria surtar. De verdade. Queria surtar para que me internassem e me deixassem em paz. Para que não me cobrassem nada, para que não me pedissem nada, para que não falassem comigo. Queria adoecer meu corpo e tentei de várias formas conseguir isso. Só para ficar em paz.

Queria paz. Algo tão caro, tão importante, tão simples, tão perto e tão distante.

Recordo o dia em que encontrei a paz. Eu ria. Chorava e ria. Nascia leve e feliz. O sofrimento? A dor? Tudo havia ficado para trás. Eu era apenas aquela sensação de amor – por mim mesma, a quem nunca havia amado.

Agora, eu já podia abraçar o mundo! Podia concretizar meus sonhos. Podia amar a mim e não só os outros. Sabia e sentia o significado das coisas. Podia seguir meu caminho e viver a minha vida.

O encontro com o AMOR INCONDICIONAL... Foi marcante. De repente eu era a forma de amor que aquele ser humano tanto quis e nunca encontrou.…