Chuva para nutrir

Chuva. Para nutrir terra, folhas, flores e gentes que, antes, nutriram-se de sol e mar.

Chuva. Manda dizer que a poesia e a alegria do feriado também mora na languidez que seu som, pousando nas folhas do lado de fora da janela, provoca.

Chuva é bênção e gratidão pelo dia bom.

Chuva é declaração de amor do Céu pra Terra.




.:. Fotos: Gleide Morais | Hostel Pousada da Tribo, Praia do Lázaro-Ubatuba/SP
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu aprendimento

Nosso medo mais profundo