Pular para o conteúdo principal

A amendoeira

Sentei em uma mesa na Casa do Açaí, cantinho charmoso descoberto na caminhada de volta ao hostel, na Praia do Lázaro, em Ubatuba. Sexta-feira, feriado, tarde quente. A vontade de tomar um açaí veio forte! A procura de um quiosque, me deparei com uma placa, em frente àquela casinha aberta e ventilada, que parecia casa de vó, de tão convidativa e acolhedora!

Pedi meu açaí e parei para observar a árvore que ocupava a frente da casa. Foi amor! Majestosa, exuberante, grandiosa... cadê o adjetivo certo para definir sua beleza - ou a forma como ela causou impacto em mim?! Uma amendoeira, segundo a dona da casa. O pai morto há pouco, com mais de 80 anos, lhe contou que fora seu avô, bisavô da moça, quem plantara aquela linda espécie. Dei-me conta de sua ancestralidade. Quanta vida ela já não havia presenciado?

Estamos aqui, agora, eu, o açaí e a amendoeira. O som do mar, o vento. Gente conversando. Espíritos ancestrais nos acompanhando. Eu creio. E reverencio.





 

  


  



Fotos: Gleide Morais | Casa do Açaí - Praia do Lázaro, Ubatuba/SP


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella