E dizem que na vida não há poesia

Em um canteiro da avenida movimentada, trabalhadores aparam a grama. O cheiro de grama aparada me envolve. Tomando de assalto os meus sentidos, me transporta para lugares que não sei se conheci. Viajo.


e dizem que na vida não há poesia.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu aprendimento

Para Bertoli...