Pular para o conteúdo principal

Sobre nossa eternidade

Foto: Gleide Morais

Quando compreendemos que somos seres eternos, revestidos hoje de um tecido honroso e necessário ao aprendizado, embora grosseiro à nossa verdadeira essência, cada ato torna-se mais consciente. Cada passo dado tem peso enorme no futuro da nossa existência. É necessário honrar quem somos no tempo presente, a fim de honrar nosso Self.

Eu escolho evoluir, mesmo com medo e perdendo-me em algumas ruas. Sei que este tempo representa um piscar de olhos - importante - em minha existência. Eu sempre fui, eu sempre existi. EU SOU.

"(...) Aprendemos que sempre continuaremos a viver, de uma forma ou de outra. 
(...) Tudo aquilo que vive dentro de você pode lhe dar alegria ou assustá-la até o momento em que você resolva enfrentá-lo. Assim que as pessoas veem a verdade e tocam a eternidade, não há mais maneira de afastá-la de sua dignidade ou dos seus conhecimentos.
(...)
A abertura do universo nos coloca em contato com a criatividade em estado puro e nos permite perceber nossas aptidões e talentos, confronta nossos temores, e caminhar em direção a tudo aquilo em que estamos nos transformando. O potencial puro, aquele que constitui o nosso Ser verdadeiro, nos conduz em busca daquele conhecimento que trará liberdade a todas as pessoas.
(...) O dom do auto-exame permite que o indivíduo enxergue os aspectos do Ser que jazem abaixo da superfície da realidade física e descubra novos universos de consciência. A insegurança e os medos, que não costumam vir à tona devido à repressão, começam então a fluir, para serem trabalhados (...)
(...) a decisão de atacar corajosamente os próprios medos representa o primeiro passo em direção ao Caminho Sagrado."
(As Cartas do Caminho Sagrado)


1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella