Pular para o conteúdo principal

Sábado WONDERFUL


O Twitter nos apresentou, as afinidades nos aproximaram e, em pouco mais de um ano, fomos construindo à distância, tijolinho a tijolinho, uma relação de cumplicidade, afetos, alegrias e tristezas compartilhadas. 

De algumas, oito, dez horas de viagem nos separavam. Mas, ainda que próxima fisicamente de outras, não havíamos nos encontrado - salvo Maria Clara e eu. Bastou a Sabrina decidir 'EU VOU!' - há 10 horas de ônibus daqui - e a Adriana dizer: 'EU TAMBÉM VOU!' - há 8 horas de viagem daqui, que a mágica do encontro se fez.

E foi uma maratona! Pingado com leite e pão na chapa na Bella Paulista, passeio na Avenida Paulista - com direito a Livraria Cultura, Parque Trianon, Casa das Rosas -, almocinho no Mercado Municipal, passeio no Museu da Língua Portuguesa, passadinha na Pinacoteca, finalizando o dia com cafezinho, pés super cansados e CORAÇÃO  transbordando da energia do encontro de AFETOS, ABRAÇOS, SORRISOS E AMIZADE! E logo as meninas embarcaram para a longa viagem de volta para suas casas.

Foi um sábado WORDEFUL!!! 

Sabrina Bonzi, Ana Paula Lourenço, Adriana Lima, Maria Clara GRATIDÃO POR TORNAR A VIDA TÃO COLORIDA!!!

NAMASTÊ! 


3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella

Para Bertoli...

“A maior distância que eu já percorri foi entre minha cabeça e meu coração.”
- Tadashi Kadomoto


Lembro que eu queria surtar. De verdade. Queria surtar para que me internassem e me deixassem em paz. Para que não me cobrassem nada, para que não me pedissem nada, para que não falassem comigo. Queria adoecer meu corpo e tentei de várias formas conseguir isso. Só para ficar em paz.

Queria paz. Algo tão caro, tão importante, tão simples, tão perto e tão distante.

Recordo o dia em que encontrei a paz. Eu ria. Chorava e ria. Nascia leve e feliz. O sofrimento? A dor? Tudo havia ficado para trás. Eu era apenas aquela sensação de amor – por mim mesma, a quem nunca havia amado.

Agora, eu já podia abraçar o mundo! Podia concretizar meus sonhos. Podia amar a mim e não só os outros. Sabia e sentia o significado das coisas. Podia seguir meu caminho e viver a minha vida.

O encontro com o AMOR INCONDICIONAL... Foi marcante. De repente eu era a forma de amor que aquele ser humano tanto quis e nunca encontrou.…