Pular para o conteúdo principal

Retrospectiva e expectativa

Dois mil e nove foi um ano especial, um ano com gosto diferente. Em 2009 eu me libertei das amarras que ainda me faziam refém da vida que não era totalmente minha. Tomei de vez as rédeas de meu destino e fui em busca do que me completa. Foi apenas mais um passo na caminhada iniciada há alguns anos, mas como foi importante dar este passo!

Neste ano, mudei de emprego, fortaleci amizades, revi velhos amigos, revi a Cidade Maravilhosa, fiquei mais loira, concluí a faculdade e vi a professora nascendo e tomando corpo dentro de mim. Tanto a se fazer, tanto ainda a mudar na educação, mas confio em meus instintos e em meu desejo de fazer a diferença.

Em 2009 eu caminhei sobre brasas, quem diria. Gesto simples, mas que requer coragem. Porque hoje não somos tão fortes como nossos antepassados, que faziam isso em brincadeiras nas festa de São João. Fui lá, foquei em meu objetivo e atravessei o caminho das brasas. E tenho certeza de que esse objetivo, esse sonho se tornará real no ano que começa daqui a pouquinho.

Nos dias deste ano fui mais eu. Não permiti que a opressão tomasse conta de mim. Não arrastei por muito tempo as correntes quando elas apareceram. Sabia que só dependia de mim fazer minha vida feliz e foi o que fiz. Realizei minhas últimas ações antevendo o futuro que começa logo. Termino este ano tranquila, apostando no futuro e certa de minhas escolhas.

Se posso dar um nome a 2010, este novo ano se chama ESPERANÇA! Tanto a concretizar, antigos objetivos e sonhos tornando-se realidade. Ter meu canto, um trabalho que me faça feliz, fazer a diferença na vida dos outros e, o mais importante, ter ao meu lado alguém com quem dividir alegrias, tristezas, sonhos... 

Fui feliz no ano que passou. Evolui nos momentos de dificuldade. Aprendi a ouvir a tristeza e me permiti ver o que ela queria me ensinar. Olhei para o outro, contudo olhei muito mais para mim.

Para 2010 levo comigo toda a experiência adquirida, esperanças de uma vida nova e toda a coragem, alegria e vontade de fazer minha vida ainda mais plena!

Valeu 2009! 
Feliz ESPERANÇA!!!


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella

Para Bertoli...

“A maior distância que eu já percorri foi entre minha cabeça e meu coração.”
- Tadashi Kadomoto


Lembro que eu queria surtar. De verdade. Queria surtar para que me internassem e me deixassem em paz. Para que não me cobrassem nada, para que não me pedissem nada, para que não falassem comigo. Queria adoecer meu corpo e tentei de várias formas conseguir isso. Só para ficar em paz.

Queria paz. Algo tão caro, tão importante, tão simples, tão perto e tão distante.

Recordo o dia em que encontrei a paz. Eu ria. Chorava e ria. Nascia leve e feliz. O sofrimento? A dor? Tudo havia ficado para trás. Eu era apenas aquela sensação de amor – por mim mesma, a quem nunca havia amado.

Agora, eu já podia abraçar o mundo! Podia concretizar meus sonhos. Podia amar a mim e não só os outros. Sabia e sentia o significado das coisas. Podia seguir meu caminho e viver a minha vida.

O encontro com o AMOR INCONDICIONAL... Foi marcante. De repente eu era a forma de amor que aquele ser humano tanto quis e nunca encontrou.…