Porque eu amo Clarice...

“Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.”
- Clarice Lispector


Poderia escrever várias linhas sobre minha identificação com os textos de Clarice Lispector. No fundo, palavras dispensáveis. Ela fala por si. E fala muito por mim também. Se estou bem ou se me encontro num dia mais melancólico, ela tem as palavras exatas para descrever como me sinto.

Esses fragmentos falam da minha inconstância e da minha imensa vontade de viver tudo ao extremo. Visceral, como eu já disse que sou.


"Sou uma filha da natureza:
quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo,
de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim. Mas vale a pena.
Mesmo que doa. Dói só no começo."
- Clarice Lispector
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu aprendimento

Para Bertoli...