Pular para o conteúdo principal

Abre essa janela, a primavera quer entrar...


“Abre os teus armários. Eu estou a te esperar para ver deitar o sol sobre os teus braços castos. Corte a culpa vã... até amanhã eu vou ficar e fazer do teu sorriso um abrigo.
Canta que é no canto que eu vou chegar. Canta o teu encanto que é para me encantar. Canta para mim, qualquer coisa assim sobre você. Que explique a minha paz. Tristeza nunca mais.
Mais vale o meu pranto que esse canto em solidão. Nesta espera o mundo gira em linhas tortas. Abre essa janela, a primavera quer entrar pra fazer da nossa voz uma só nota.
Canto que é de canto que eu vou chegar. Canto e toco um tanto que é pra te encantar. Canto para mim qualquer coisa assim sobre você que explique a minha paz. Tristeza nunca mais.”
- Los Hermanos


Hoje, me bateu uma vontade de ouvir Los Hermanos incontrolável! Tive uma fase – acho que no auge da banda – de ouvir os cd’s deles até furar! O BLOCO DO EU SOZINHO foi minha primeira aquisição. Adoro os metais presente nas músicas e a forma poética como escrevem as letras das músicas. Casa Pré-Fabricada é assim, repleta de metáforas. Uma forma tão simples e lírica de convidar o novo para sua vida!

Para quem curtiu o primeiro cd – LOS HERMANOS - que tinha a popular Ana Júlia, que eu adoro, o segundo álbum foi um susto. Para mim, uma benção! Depois, VENTURA, o meu xodó! Menos atenção para os instrumentos e recursos musicais e mais foco nas letras. Tudo muito técnico para mim! O que faz este ser meu álbum preferido é o fato de ser o que mais toca o meu coração, o que mais me emociona. Curioso foi como eu adquiri o 4: passava em frente a uma loja de cd’s onde tocava O Vento. Gostei, entrei e comprei! Foi o álbum que eu menos ouvi. Não pelo álbum e sim porque deveria estar mergulhada numa paixão por algum outro artista. Provavelmente Marisa Monte e seus dois novos álbuns que saíram em 2006.

Nosso olhar muda tanto conforme a fase que vivemos. Casa Pré-Fabricada tinha outra conotação para mim. Hoje, me impressiona como fala de conquista, de buscar o novo, de respirar outros ares. Fala de se permitir e deixar que o outro se permita.

Essas expressões que passaram a fazer parte de meu cotidiano: PERMITIR-SE, RENOVAR, RENASCER, DEIXAR A ZONA DE CONFORTO, LIBERAR MINHA CRIANÇA INTERIOR, PILOTAR O AVIÃO DA MINHA VIDA... A vida pode ser tão simples. E demoramos tanto para perceber isso.



“Abre essa janela, a primavera quer entrar pra fazer da nossa voz uma só nota...”
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias natalinas

A Jornada de Renata Quintela ♥

Levando para a semana que começa a energia inspiradora da descoberta rica e preciosa da semana que acabou. ♥
A Jornada de Renata Quintella